Viajar com economia

É possível viajar e economizar?


Viajar é um dos maiores prazeres que tenho e sempre que posso, realizo uma viagem, seja nacional ou internacional. 

A ideia deste post veio após ver uma postagem do Executivo Pobre sobre o planejamento da viagem dele para os EUA. 

Eu notei alguns pontos que temos em comum acerca do planejamento e como fazer para a viagem não pesar no bolso. 

Alguns podem achar que viajar é um luxo e gera gastos desnecessários, que os valores gastos poderiam ser utilizados para aporte e tal. Bom, aí é uma questão de prioridades. 

Eu prefiro fazer pequenos ajustes no meu orçamento e economizar em certos itens para poder realizar ao menos uma viagem internacional e conhecer diferentes culturas e isso sem comprometer o aporte ou sacar valores já investidos. 

Mas e então, é possível economizar viajando? 

Se você se planejar e organizar sua viagem antecipadamente, é possível conseguir bons preços e encaixar a viagem no seu orçamento. 

Agora, se você resolver viajar por impulso escolhendo um destino certo e uma data certa (ex. quero ir para Miami em julho), bom, aí a chance de você pagar caro é grande. 

Uma viagem tem dois vilões no custo: a passagem aérea e a hospedagem. 


Economizar nas passagens aéreas


Uma das melhores maneiras de economizar é esperar para escolher o destino da sua próxima viagem de acordo com as promoções de passagens aéreas que surgem. Eu utilizo dois apps (Melhores Destinos e Passagens Imperdíveis) que notificam no celular toda promoção de passagem aérea que aparece. Por isso, meu próximo destino vai depender de uma eventual promoção. 

O inconveniente é não ter nenhuma garantia de que você vai encontrar uma promoção boa e o destino da sua viagem ficará adstrito à promoção (todavia, até hoje, sempre encontrei excelentes preços e destinos).

O lado positivo é no bolso. Já comprei passagens aéreas, tanto para destinos nacionais e internacionais, por menos da metade do preço. Então compensa muito aguardar até a promoção certa aparecer. 

Todavia, quem quer viajar para um lugar específico ou em datas específicas é possível pesquisar preços mais baixos no site www.skyscanner.com.br.

Ainda não comprei nenhuma passagem por ele, mas estou utilizando para monitorar alguns preços e achei bem interessante, pois permite pesquisar qualquer destino e escolher para o sistema localizar o mês mais barato. 






Economizar na hospedagem 


Bom, outro item que costuma pesar no orçamento é a hospedagem. Nas últimas viagens que eu fiz, eu não reservei a hospedagem de forma imediata. Utilizei esses sites de busca (Trivago, Booking) para averiguar as melhores opções. 

Na última viagem fiquei em um apartamento. Comparei preço pelo Booking e Airbnb e pelo Booking saiu mais em conta. Sem falar que eu gastei a metade do que gastaria para ficar hospedado na mesma localização do apartamento, em relação ao preço de um hotel. 

Ah, outro detalhe,viajar fora da temporada também ajuda a encontrar preços melhores. Minhas últimas viagens concentraram-se nos períodos de março a abril e setembro a outubro (períodos de primavera e outono). 

Quer economizar ainda mais? Existem sites especializados que conectam viajantes e anfitriões:
https://www.couchsurfing.com - aqui o objetivo é socializar e conhecer pessoas. Em troca, você oferece a sua moradia ou coloca-se à disposição de outros viajantes que queiram conhecer a sua cidade.
https://www.workaway.info/ - faça trabalho voluntário e garanta alguns dias de hospedagem. 
https://www.worldpackers.com - você troca suas habilidades em troca de hospedagem.

Ainda não utilizei essa forma de hospedagem, mas confesso que tenho curiosidade e quem sabe um dia eu faça uso. 


Economizar na alimentação


Outro ponto que corrói o orçamento em uma viagem é a alimentação. A fim de economizar eu procuro comprar mantimentos em supermercados, ainda mais se estou hospedado em um apartamento, que tenha uma cozinha completa. Comprar mantimentos em supermercado rende uma bela economia.

Às vezes quando se está hospedado em hotel é mais complicado, todavia, como não sou obrigado a consumir o que está no frigobar eu dou preferência para comprar água e pequenos mantimentos em supermercados e padarias.

Nas minha viagens eu costumo almoçar fora. E como economizar? 

Eu faço uma pesquisa prévia antes da viagem de restaurantes próximos aos locais que estarei visitando, assim tenho uma lista de opções onde posso almoçar sem ter surpresas no meu bolso.




Outro item que ajudou bastante foi verificar o cardápio do dia junto aos restaurantes (isso na Europa). Muitos restaurantes trabalham com o menu do dia e é possível comer muito bem. 





Com menos de 10 euros encontrei diversos restaurantes que ofereciam um primeiro prato, segundo prato, sobremesa e um copo de bebida. 










Economizar com transporte


O gasto com transporte vai depender do seu destino. De todo modo, a chave para economizar com transporte é planejamento com antecedência. 

Se vai viajar para os EUA, por exemplo, pesquise preços de aluguéis de carros a fim de garantir o melhor preço. 

Se vai viajar para Europa, por exemplo, verifique como é o sistema de transporte público da(s) cidade(s) que vai ficar. 

As principais metrópoles europeias tem excelentes sistemas de transporte público e você pode se locomover facilmente dentro da cidade por ônibus, metrô, bondinho, etc. 

Se for fazer viagens intermunicipais, você pode comprar passagens de trens com antecedência e conseguir preços bem inferiores ao que você pagaria por comprar na hora. 

Algumas cidades oferecem transfers do aeroporto ao centro da cidade por preços infinitamente inferiores ao que um táxi cobraria. Caso não haja esse serviço, pesquise por empresas de transfer. O preço sai muito mais em conta.

Passeios no seu destino


Algumas atrações turísticas tem ingressos limitados. Outras, você até pode adquirir no local, mas as filas vão consumir tempo... tempo é dinheiro. 

Pode até ser que você pague na hora o mesmo que pagaria comprando antecipadamente. Mas a compra antecipada vai te dar a certeza de que você vai evitar uma fila pelo menos e que não vai correr riscos de ficar de fora ou de cair na mão de um cambista que vai cobrar algo a mais.

Fazendo uma reserva para a futura viagem



Outro meio de a viagem não pesar no orçamento é guardar um valor mensal. Eu normalmente uso o dinheiro que sobra no orçamento do mês.

Conforme já falado neste post, eu estipulo um valor X para gastos diversos. Se apenas 80% do valor X é utilizado, os 20% que sobraram vão para o caixa da viagem. E assim por diante. Busco economizar em alguns itens e o valor da economia é destinado para o caixa da viagem.

Normalmente eu já troco uma parte do valor em uma casa de câmbio por dólar ou euro, assim eu evito surpresas nas flutuações do câmbio e faço um preço médio. Posso não conseguir a melhor cotação, mas não vou pegar a pior.  

Esse método tem funcionado bem e não compromete o orçamento do mês que ocorre a viagem.

E vocês, utilizam outros métodos? 


6 comentários:

  1. Fala! Post interessante!

    Ultimamente tenho dado uma moral muito grande pro Airbnb nas minhas viagens.

    Em nome da economia eu priorizo a opção "quarto" em vez de "casa/apartamento inteiro", mas sempre boto cozinha como uma exigência quando filtro a busca.

    Dessa forma consigo hospedagem barata e com acesso à cozinha, o que é uma mão na roda no quesito alimentação.

    Outra vantagem ENORME em fazer isso é que com acesso à cozinha você (via de regra) tem acesso a água filtrada grátis. Pode parecer coisa pequena, mas é uma mão na roda pra mim, considerando que eu gosto de fazer tudo andando quando estou viajando, e garrafinhas d'água em pontos turísticos comprometem o orçamento.

    Tem também a possibilidade do seu host ser extremamente solícito e facilitar sua vida de alguma forma ou de outra.

    Já tive host no airbnb que prepara um café da manhã diariamente (sem custo adicional), e um outro host que nos buscou e deixou na rodoviária da cidade sem cobrar um centavo sequer.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Legal a sua experiência Madruga. De fato, a opção pelo quarto, em média, rende uma economia de 50%. O acesso à cozinha, sem dúvidas, é uma mão na roda para economia. Valeu pelo seu relato. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Viagem não tem jeito, é se planejar com antecedência, passagens compradas com 3, 4 meses antes dá prá economizar muito, na Europa principalmente dá para economizar com passagens de trens comprados com antecedência, mas ai precisa ver o trecho e a empresa responsável !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Stifler. Sem falar que viajar de tem é muito bom e é muito fácil comprar as passagens pela internet (além de barato). Abraço.

      Excluir
  4. Olá FB,
    Excelente dicas.
    Eu viajo sempre em baixa temporada. Os custos caem pela metade. Não consumo água do hotel. Compro em supermercados que é bem barato. Sempre pesquiso os preços, pois se comprar tudo por impulso isso vai comprometer muito o orçamento.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Cowboy. Eu sinceramente não consigo lembrar de minha última viagem em períodos de alta temporada. Se por na ponta do lápis, acredito que seja possível fazer duas viagens por ano na baixa temporada com o dinheiro que seria gasto com uma viagem em alta temporada. Abraço.

      Excluir

Comente aqui.

Abaixo você encontra os posts mais recentes da blogosfera financeira