Cashback - seu dinheiro de volta?


Você já ouviu falar de cashback? 


Se não ouviu falar e nem tem familiaridade com esse assunto vou dar uma palhinha e comentar acerca de um aplicativo que baixei recentemente. 


Cashback resume-se a ter um retorno do seu dinheiro quando você faz compras. Isso mesmo, você efetua uma compra e um percentual do valor gasto retorna para o seu bolso. 

Para isso ocorrer, até um tempo atrás, era necessário adquirir um cartão cashback. No fim, fazendo as contas de quanto você gasta e tal, pode até compensar ter um cartão desses. 

Todavia, se você já é adepto de uma vida frugal e os gastos são limitados e seguem uma linha descendente, o valor que retorna pode não compensar em função da anuidade que normalmente é cobrada pelo cartão de crédito.


E pelo que pesquisei, as taxas de anuidade não são muito negociáveis. No máximo oferecem a primeira anuidade com 50% de desconto e as demais é anuidade cheia que fica na média de R$ 300,00, algo em torno de R$ 25,00 mês. Nesse caso, teria que ter um gasto de R$ 1250,00 apenas para empatar a anuidade com o valor que retorna de cashback. 

No caso, para quem gasta um valor maior que esse é de se analisar a possibilidade de usar um cartão cashback. Nesse caso, tem que ter ciência que não terá mais direito aos pontos para converter em milhas.

Aplicativo Beblüe


Deparei-me com esse aplicativo outro dia ao pesquisar o que havia de novo na categoria de finanças da PlayStore. 

O objetivo é retornar um percentual do valor gasto nas suas compras. Parece bom, né?!

(fonte imagem: https://www.beblue.com.br/)

Para ter acesso a esse benefício é necessário baixar o aplicativo, fazer seu cadastro e no momento do pagamento informar o CPF. Além disso, o pagamento deve ser através de cartão Visa ou Mastercard. Alguns estabelecimentos aceitam que você use seu saldo no Beblüe para pagamento.

Quanto vai retornar? 


Quem define o percentual a ser desenvolvido é o lojista, que pode oferecer percentuais diferenciados em produtos ou dias da semana. A vantagem para o lojista é aumentar o movimento em um determinado dia da semana (ex. 50% de cashback para consumo de bebidas em uma segunda-feira) e fidelizar sua clientela.

Para o consumidor é poder recuperar uma parte do valor gasto. Acredito que valha a pena quando você vai ter um gasto que não tem como evitá-lo, como abastecer o carro, gasto em farmácia, mercado/padaria, restaurante ou algum outro tipo de compra que seja indispensável fazer.  

Será que vale a pena? 


O melhor é sempre avaliar se o preço do produto é compatível com o praticado pelo mercado e fazer algumas contas. Por exemplo, digamos que o Posto de combustíveis X oferece cashback de 10%. 

Se o posto cobrar R$ 3,40 por litro de gasolina e você encher 40 litros, vais gastar R$ 136,00 e terá um cashback de R$ 13,60. Se o posto que você normalmente abastece cobra  R$  3,05, os mesmos 40L custarão R$ 122,00, R$ 14,00 a menos. No caso acima, o cashback não é negócio. 

Assim, dependendo da sua localização, talvez não valha a pena o deslocamento, ainda mais se o preço praticado pelo estabelecimento seja muito superior ao que você já é cliente.

Todavia, ainda tomando o exemplo acima, se o preço por litro for igual ao do posto que você abastece, vale a pena considerar fazer uma mudança.

Ainda não há uma gama muito grande de lojistas e são poucas cidades contempladas, pois o projeto surgiu faz pouco mais de um ano e ainda está em processo de expansão e cadastro. 

Todavia, em grandes cidades, pelo que pesquisei já há uma boa gama de restaurantes e bares cadastrados, o que pode ser uma boa opção  para quem gosta de comer fora.

Se vale a pena ou não, só o tempo poderá dizer, pois com uma gama maior de estabelecimentos a tendência é de boas ofertas aumentarem.

Dinheiro de volta, mas nem tanto... 


Tem um detalhe importante nesse processo todo, dinheiro mesmo você não vai botar a mão.

Você não consegue sacar o dinheiro e nem transferir para uma conta sua. Segundo informado no site o "saldo pode ser usado para pagamento nos estabelecimentos credenciados ou transferido para um amigo que também seja Beblue."

E também não pode transferir o dinheiro para uma conta sua: "Dinheiro não, mas você pode transferir seu saldo beblue para amigos que também tenham cadastro no App e também receber créditos, em forma de saldo, de amigos."

E aí... você já se beneficiou de alguma forma de cashback? Compartilha aí!




8 comentários:

  1. Uso o Méliuz. De graça e pode sacar o dinheiro quando acumular 20 reais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante saber que funciona Anon. Obrigado pelo seu report. Abraço.

      Excluir
  2. Me cadastrei mas nunca usei o Meliuz.

    De vez em quando tem uns cashbacks muito bons. E pode transferir pra sua conta a partir de um valor mínimo (que não é muito alto).

    http://investidorwannabe.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante desse Meliuz é que tem muitas empresas cadastradas para compra online. Valeu pela dica. Abraço.

      Excluir
    2. Vou dar uma olhada nesse Meliuz ai... Já o cashback no meu caso não rola...Não gasto isso em cartão de crédito..

      Valeu Finansfera!

      Excluir
    3. É isso Inglês, cada um tem que fazer a sua avaliação para ver se compensa. Abraço,

      Excluir
  3. Olá BF,
    Eu já tinha ouvido falar, mas não sabia como funcionava.
    Eu tenho dotz e km de vantagens. Tenho vários descontos para usar algum serviço. Acho que é até melhor.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Km de vantagens é uma boa mesmo, pois sempre tem alguma promoção boa. Abraço,

      Excluir

Comente aqui.

Abaixo você encontra os posts mais recentes da blogosfera financeira