Estratégia investimento exterior

Fala galera!

Hoje vou falar um pouco acerca da minha estratégia de investimento no exterior.

No início desse ano decidi abrir a conta em uma corretora americana nos EUA. Isso permitiria diversificar meu portfólio de investimentos e ter uma reserva em moeda estrangeira. Sem falar no fato de ter acesso a milhares de títulos para investimentos e poder investir nas maiores e melhores empresas do mundo.

Em um primeiro momento a ideia era mandar um valor para fazer trades curtos e médio prazo, a fim de alavancar o capital lá alocado. 

Todavia, o tempo, ou melhor, a falta dele, não tem permitido acompanhar o mercado americano diariamente. Fazer trade então, seria um luxo.

Dessa forma, e considerando que o capital lá investido não será retirado antes de um prazo de 15 a 20 anos, bem como, pretendo fazer aportes de valores de forma trimestral ou semestral, repensei meus objetivos e adotei uma estratégia de 10/20/70 para alocação do capital.


10% em cash para compras em caso de oportunidades aparecerem, como uma queda abrupta.

20% serão destinados para operações de curto/médio/longo prazo visando retorno % do investimento, independentemente de gerar renda passiva. Nesses casos, as entradas serão feitas conforme condições gráficas e em papéis com maior risco/retorno.

Já os 70% do capital restante será destinado para compras de papeis para longo prazo, preferencialmente, empresas que pagam bons dividendos e REITS.

A ideia é mandar um valor de forma trimestral ou semestral para lá a fim de acumular patrimônio e utilizar essa grana daqui uns 20 anos com o objetivo de comprar um imóvel ou deixar mesmo de pontapé inicial pro herdeiro.

O que eu tenho em carteira: 

NNN - REIT - objetivo - renda passiva
PSEC - REIT - objetivo - renda passiva
KRG - REIT - objetivo - renda passiva
NOK - objetivo - renda passiva e investimento
VRX - objetivo - trade
OHI - REIT objetivo - renda passiva

Compras mais recentes:
M - objetivo - renda passiva e investimento


Futuras aquisições: 

O - renda passiva
WPC - renda passiva

Em análise: 

AGNC
TGT
SKT
NLY
APLE
VZ

Confesso que estou bem feliz de ver todo mês pingar uma grana na conta devidos alguns papeis pagarem dividendos de forma mensal. 

Além disso, a maioria das boas empresas americanas estão em preços que considero extremamente esticados, então, como não me sinto confortável em montar posição, encontrei nas empresas que pagam dividendos um porto seguro. 

Após montar uma carteira com um bom lastro em dividendos pretendo passar a focar em ETFs e assim aumentar ainda mais a diversificação pulverizando o risco a longo prazo.


8 comentários:

  1. Cara, que legal, continue postando sobre isso, fora você só o viver de dividendos que eu me lembre de imediato que fala sobre isso, quem sabe num futuro próximo eu me aventure nessa também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Stifler. Tem mais alguns, mas de fato, ainda são poucos da blogosfera que se aventuraram nas terras do Tio Sam. Tem o http://www.investidorinternacional.com/ que me ajudou bastante, com muita informação útil.

      Excluir
  2. Olá Finansferas,

    Eu também estou diversificando a carteira no exterior, por não ter muito tempo para analisar preferi investir em ETFs e utilizo o índice CAPE para ter uma expectativa de retorno nos investimentos, os dividendos são trimestrais com exceção do BND (Bonds) que é mensal. Atualmente o yield anual da carteira é cerca de 2~3 %.

    Como eu utilizo a TD Ameritrade, a corretagem é zero pra alguns ETFs e não possui taxa de custódia. A estratégia é comprar ETFs com baixa taxa de administração (segundo John Bogle) e se houver uma queda exagerada nas ações eu vendo os ETFs de Bonds até R$ 35k no mês para não pagar imposto e realoco em ações.

    Outra estratégia é comprar puts do índice S&P500 dentro do dinheiro com vencimento maior que 6 meses, mas como tenho pouco capital ainda este hedge com opções não é viável.

    Abraços e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Aportador, interessante a sua estratégia e bem diferente da minha. Eu ainda não tive tempo para analisar ETFs, mas qdo resover investir vou dar uma analisada no seu portfólio. Não tinha pensado em traçar uma estratégia com PUTs. De fato, é uma boa maneira de proteger o portfólio. Abraço,

      Excluir
  3. Olá Finansferas,

    Ótimo começo. O mundo está cheio de oportunidades.

    Abçs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Investidor. Está mesmo e dá uma sensação fantástica desbravá-las. Teu blog junto com o do ViverdeDividendos foram de suma importância para essa empreitada. Abraço,

      Excluir
  4. Finansferas,

    Que corretora voce utiliza la? Como transfere a grana pra la com o menor custo?

    Abraços do BnA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BnA. Estou na OptionXpress, que é do grupo Charles Schwab. Post sobre abrir conta aqui: http://www.finansferas.com/2017/05/abertura-conta-optionxpress.html. Eu efetuei transferência internacional mesmo, do meu Banco para a conta da corretora. Como não encontrei opções mais baratas, procuro acumular uma grana boa para cada envio. Abraço.

      Excluir

Comente aqui.

Abaixo você encontra os posts mais recentes da blogosfera financeira