Backup da vida financeira

Fonte: www.pinterest.co.kr
E aí pessoal!!!

Este post serve como uma cobrança de algo que eu tenho que fazer urgente, ainda mais agora com essa triste notícia do amigo VDC.

E fica de dica para todos que tem investimentos pulverizados e bem diversificados.

Eu tinha lido recentemente em um fórum sobre uma situação bem desagradável: o cara morreu e não deixou nenhuma informação para a família dos seus investimentos. 

Para piorar a situação, o cidadão tinha uma parcela considerável do patrimônio investida em criptomoedas e sua esposa não tinha a mínima noção de como ter acesso a esse capital. Se ele guardou as senhas das carteiras com ele, sem deixar anotado em nenhum lugar, possivelmente todo o investimento morrerá com ele. 


Quem investe em criptos sabe que sem a chave privada já era. 

Por isso meus amigos, fica o alerta: façam uma backup/roteiro de sua vida financeira para deixar para seus filhos/esposa/ pais. 

Nunca sabemos o que pode acontecer no dia de amanhã.

Assim é interessante separar um dia e fazer um roteiro/mapa para guiar seu ente querido. 

Eu já havia feito uma planilha com senhas de corretoras/exchanges e chaves privadas. Detalhe: importante fazer offline ou a mão mesmo. Eu no caso, imprimi uma tabela, preenchi a mão e guardei em um local junto com a minha esposa, para evitar que alguém possa acessar isso.  

Próximo passo é fazer um guia com todas as informações e passo-a-passo para acessar todos os recursos financeiros.

Por ora, estou mapeando e deixando o caminho para todos os investimentos. 

Alguns pontos importantes para deixar salvo: 


  • Bancos, agências e contas bancárias no Brasil;
  • Contas em corretoras e respectivas informações sobre os investimentos, preços médios, etc, bem como informações sobre senhas e assinaturas digitais;
  • Conta no exterior e senhas para acesso. Como fazer para trazer o dinheiro para o Brasil; 
  • Criptomoedas - roteiro de como fazer para vender e resgatar o dinheiro, senhas das exchanges, informações sobre onde estão armazenados os tokens/moedas, preços médios, senhas, etc;
  • Imóveis;
  • Participações em sociedades; 
  • Empréstimos;
  • Seguro de vida;

Quase dá para montar um livro. Mas acho importante fazer isso para não deixar nosso ente querido totalmente desamparado nessas horas. 


Enfim, por mais que o casal compartilhe tudo, sempre terá alguma coisa que somente um vai saber.

Sinceramente, nunca havia pensado em fazer esse backup, mas esses acontecimentos recentes mostram que é sempre bom estar preparado para qualquer coisa.




10 comentários:

  1. Eu canso de falar isto para minha esposa. Já fiz um roteiro para ela e para uma pessoa da minha família. Em casos como este basta saber em quais corretoras estão os ativos. Pois terá que fazer inventário antes de fazer qualquer coisa com os ativos. Não pode sair vendendo e transferir para outra conta. Sobre as criptos, o buraco é mais em baixo, tem corretora do exterior e outras coisas mais complicadas como carteiras virtuais. Por isto coloco poucas coisas em criptos. Algo bacana que fiz aqui foi um seguro de vida. Caso eu morra minha esposa e meu pai receberão um bom valor, suficiente para manter as coisas em ordem por pelo menos uns 5 anos.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite UB,

      Tenho interesse de fazer um seguro de vida tb. Qual empresa é essa que vc fez o seu ?

      Abs.,

      IRF

      Excluir
    2. Uó o relatório do IRPF já ajuda a rastrear os bens, tem todas as contas. Eu declaro tudo, até as cryptomoedas.

      Excluir
    3. Além do relatório eu uso o kmymoney em que controlo todas as contas, investimentos e patrimônio. Pelo menos a esposa sabe onde tá o dinheiro. Só preciso criar um roteiro pra movimentação pra auxiliar.

      Excluir
  2. Pois é Uó. Essa notícia do VDC só reforça a necessidade de deixar tudo organizado. Por mais que muitos torçam o nariz quando se fala em seguro, também acabei fazendo um no fim do ano passado. Bem lembrado Uó sobre a questão do inventário, por isso é importante cada cônjuge ter um montante em conta individual para eventuais emergências. Abraço!

    ResponderExcluir
  3. É um tema relevante. Eu deixo um valor em previdencia privada, pois nao entra em inventario, suficiente para cobrir despesas enquanto este estaria em andamento. RIP VdC.

    ResponderExcluir
  4. O imposto de renda já faz um inventário de seu patrimônio, procuro deixar tudo concentrado em um banco, más escrevi uns registros escritos em papel para deixar aos familiares.

    ResponderExcluir
  5. Eu já fiz um post sobre isso, dei a dica do google, onde é possível salvar todas as informações lá e caso fique sem acessar por um determinado período que você configura (1 mês por exemplo), é disparado um e-mail para alguém de sua confiança !!

    ResponderExcluir
  6. Olá Finansferas,

    Bem lembrado. De nada adianta fazer tanta coisa se na hora de uma emergência a família pode ficar na mão.

    Abçs!

    ResponderExcluir
  7. Achei melhor nao anotar. Chamei a esposa e mostrei quais corretoras utilizo. Abraços

    ResponderExcluir

Comente aqui.

Abaixo você encontra os posts mais recentes da blogosfera financeira