Um trade com mais de 3300% de lucro

Fala galera beleza? 

Retornando após alguns poucos dias de descanso, na verdade mais trabalho do que descanso. E muito estudo. 


Tenho aprofundado meus conhecimentos em criptomoedas, na verdade pelo que tenho lido agora são criptoassets, pois a moda agora é lançar tokens. É incrível a quantidade de empresas que estão se utilizando desse mercado para financiar seus projetos e suas atividades. 

E meu primeiro post do ano é para eu lembrar do meu maior trade em termos percentuais. 

Conforme falado no post anterior, a grande maioria dos blogueiros foca em renda passiva com FIIs e dividendos. 

Eu, particularmente, tentei por essa estratégia em prática, mas parece que o meu foco mesmo é no crescimento do patrimônio e busco diversas formas de alavancar meu capital a fim de obter ganhos mais expressivos.


Dessa forma, uma parte do capital está alocado em imóveis, fundos, REITS/ações nos EUA e títulos. E uma parte eu gosto de deixar para oportunidades.

Essa é receita que venho utilizando ao longo desses mais de dez anos e que tem dado certo para o meu perfil de investimentos. Aliás, essa é uma decisão bem pessoal e cada um deve avaliar qual é o seu perfil e o quão é propenso ao risco. 

Todavia, apesar de focar no crescimento, hoje eu destino algo em torno de 5 a 10% do meu patrimônio global para investimento de alto risco. No passado esse percentual era bem maior, até que algumas circunstâncias forçaram-me a rever essa estratégia e a readequá-la. 


Focar em renda passiva ou expor-se ao risco?



Fala galera!


Todos que estamos em busca da independência financeira ou liberdade financeira traçamos diversas estratégias para chegar lá. Seja por aporte, por renda passiva, empreendendo, operando ações e agora até criptomoedas. 


Todavia, basta dar uma passada rápida no blogroll para ver que a maioria esmagadora foca em renda passiva, aportes e renda fixa para atingir os seu objetivos. 


Mas será essa uma estratégia efetiva para alcançar a independência financeira? Ainda mais com essa queda da taxa de juros? 

Aportando mais de 50% do salário

E aí pessoal, tudo tranquilo? 

Final de ano chegando, época de fazer o balanço do ano e planejar novas metas. 

No meu caso, a principal meta agora é tentar manter um alto aporte durante um período de 2 a 3 anos de acumulação. Após isso, pelos meus cálculos, tendo em vista o capital atual e mais o que será acumulado, os juros começarão a gerar o efeito bola de neve e a coisa ficará mais fácil e o aporte não terá tanto impacto. Claro que se a taxa de juros continuar caindo (o que não acredito) a coisa pode complicar um pouco..

Todavia, continuarei aportando para aumentar o bolo. 

Bom, voltando ao título do post, ainda em maio deste ano, eu havia feito um post sobre meus planos de viver com 50% do salário líquido

Era e é uma tarefa árdua, mas não impossível. 

Ao longo desse período fui ajustando as contas, quitando parcelamentos, fiz um planejamento para controlar os gastos no cartão e o aporte foi subindo aos poucos. 

Abaixo você encontra os posts mais recentes da blogosfera financeira